Home / Notícias / CNJ pretende definir normas para guarda de documentos eletrônicos

CNJ pretende definir normas para guarda de documentos eletrônicos

cnjO comitê nacional de gestão da tecnologia da informação, e comunicação do poder judiciário, coordenado pelo conselho nacional de justiça (o CNJ), decidiu formar um grupo de operações para propor normas e parâmetros voltados a guarda dos documentos do processo judicial eletrônico, essa proposta partiu do comitê do programa Proname, que será parceiro nesse processo.
O grupo de trabalho vai elaborar propostas para a politica de preservação documental do judiciário. O diretor de TI do Superior Tribunal Militar havia informado que há um projeto de guarda e gestão documental perante a Corte que poderá servir de subsídio para o grupo de trabalho. Segundo ele o projeto foi desenvolvido Casnav (Centro de Analise e Sistemas Navais), vinculados ao comando da marinha.

Jonathan Silva