Home / Notícias / Colaboradores Vacinados contra Febre Amarela

Colaboradores Vacinados contra Febre Amarela

 

Brasil vive o maior surto de febre amarela silvestre das últimas décadas, segundo o Ministério da Saúde.

Por isso, o governo federal iniciou uma campanha emergencial de vacinação com o objetivo de imunizar cerca de 20,6 milhões de pessoas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

A Prefeitura de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, decretou na tarde desta sexta-feira (19) estado de alerta por causa dos casos de febre amarela na região.

Segundo a prefeitura, uma pessoa morreu por causa de febre amarela. Além disso, 33 macacos foram encontrados mortos na região.

Itapecerica da Serra tem 62% do território formado por mata.

Após o decreto 2.697 publicado na sexta-feira, 19, a Prefeitura de Itapecerica da Serra, através da Autarquia de Saúde-IS, conseguiu imunizar 13.614 pessoas .

O primeiro dia de vacinação direcionado exclusivamente aos itapecericanos, ou quem trabalha e circula pela cidade, também contou com a presença de centenas de moradores de outras cidades.

A Prefeitura de Itapecerica da Serra, sensibilizada pela necessidade de vacinação de sua população está disponibilizando a vacinação inclusive em algumas Empresas da cidade.

A Imatec em contato com a Autarquia Municipal vacinou mais de 50 Colaboradores do seu quadro no dia 23 de Janeiro de 2018.

    

VEJA QUAIS GRUPOS NÃO DEVEM TOMAR A VACINA

Doadores de sangue

Pessoas que pretendem doar sangue devem esperar 30 dias após a vacinação para o procedimento.

Gestantes e mulheres que amamentam

Grávidas e mulheres que estejam amamentando um bebê com menos de seis meses devem buscar orientação médica antes de tomar a vacina.

Bebês com menos de 9 meses

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação apenas para os bebês acima de nove meses de idade.

Idosos acima de 60 anos

Atualmente, a vacina está recomendada para aqueles entre nove meses e 59 anos de idade.

Idosos acima dessa faixa etária precisam passar pelo médico para avaliar o estado do sistema imunológico e se o risco de serem contaminados pela doença é alto ou não.

Pessoas com doenças autoimunes

Pacientes em radioterapia, quimioterapia ou fazendo uso de corticoide, portadores de doenças autoimunes, como lúpus, doença de Addison e artrite reumatoide, são contraindicados a receber a vacina.

Diabéticos

Diabéticos com os níveis de glicemia controlados não têm contraindicação para a vacina.

No entanto, aqueles com altos níveis de açúcar no sangue precisam se consultar com um médico antes de se vacinar.

QUEM PODE TOMAR A VACINA

Todas as pessoas não pertencentes aos grupos citados acima e que vivem em área de risco para a doença, devem procurar postos de saúde para tomar a vacina.

Pessoas que viajarão para essas regiões também precisam se imunizar – nesse caso, dose deve ser aplicada no mínimo dez dias antes da chegada.

Nos postos, é necessário passar por uma triagem antes da imunização para definir se há ou não contraindicação.